Uma constante conexao com a luz | Kabbalah Centre Portugal

Uma constante conexao com a luz

No fim da porção de Shemot há um momento ímpar em que parece que Moisés se está a queixar, perguntando: "Por que razão fizeste coisas negativas aos Israelitas?" E depois, a porção seguinte, Va'era, tem início com o Criador a dizer a Moisés que vai encontrar uma resposta. O Criador envia Moisés aos Israelitas para os despertar para a compreensão de que a Redenção, o fim do seu sofrimento, vai chegar. No entanto, a porção diz que os Israelitas não escutaram Moisés. Portanto, a questão é: o que é que Moisés estava a tentar alcançar? O que é que ele estava a tentar despertar nos Israelitas?

 

Para compreendermos isto, há uma história famosa que a maioria de nós ouviu acerca do assassinato de Rav Akiva, o grande kabalista e professor. No Talmude é dito que quando os Romanos estavam literalmente a arrancar-lhe a pele com pentes de metal, e ele ia ao encontro de uma morte terrível, Rav Akiva disse a Shema, a oração que conecta as pessoas com a Luz do Criador. Os seus alunos, que estavam com ele, observando esta cena terrível, perguntaram-lhe: " Como é  que isto vos pode estar a acontecer?" Rav Akiva respondeu: "Toda a minha vida estive preocupado com o verso que diz que a pessoa que atingiu o mais elevado nível de conexão espiritual com a Luz do Criador está disposta a desistir de si mesma, do seu corpo, completamente. E eu pedi para ter esse momento em que posso desistir de mim mesmo para a minha conexão com a Luz do Criador. Agora que tenho esta oportunidade e o meu corpo me está a ser tirado, como posso eu não usar esta oportunidade para, mesmo neste momento, estar conectado com a Luz do Criador?

 

Já aprendemos o importante ensinamento de que nada de negativo pode acontecer a uma pessoa que, na sua consciência, está constantemente conectada com a Luz do Criador. Por exemplo, quando chegou a hora do Rei David deixar este mundo, o Anjo da Morte queria levá-lo com ele mas não pôde porque, na sua consciência, o rei David estava constantemente conectado com a Luz do Criador. Então, a porção diz que o que teve de acontecer foi o Anjo da Morte criar uma situação em que o Rei David iria tropeçar e cair, levando a que, nesse momento, a sua consciência se separasse da Luz do Criador, para depois então poder atingir o seu objetivo.


Atingir um estado em que constantemente estamos conectados com a Luz do Criador é realmente o objetivo final de todo o nosso trabalho espiritual. O que conecta a nossa consciência com a Luz do Criador é algo muito simples: é a consciência, o pensamento de que a Luz do Criador está aqui connosco e que estamos conectados com a Luz do Criador. Podemos estar a beber, a comer, a trabalhar, a estudar ou a rezar, mas a nossa consciência é simples: a Luz do Criador está aqui e eu estou conectado com a Luz do Criador. Nenhuma negatividade pode tocar uma pessoa que seja capaz de atingir completamente essa consciência. Isto também significa que quanto mais elevada for a consciência de uma pessoa nesse estado, menos escuridão e negatividade podem entrar na sua vida.

 

O que nos traz de volta a Rav Akiva, que atingiu esse nível de completa  conexão consciente com a Luz do Criador e, por consequência, nada de negativo lhe podia acontecer. Nada de negativo pode acontecer a uma pessoa que está no estado em que  Rav Akiva estava, o estado que precisamos de nos esforçar para atingir, o estado em que uma pessoa está numa constante consciência de conexão com a Luz do Criador.

 

Então agora compreendemos o que os alunos estavam a perguntar a Rav Akiva. Porque os alunos sabiam isto acerca de Rav Akiva - que ele estava no nível da conexão constante e consciente com a Luz do Criador e que nenhum mal podia vir a alguém que estivesse nesse nível - eles perguntaram-lhe como podia alguém fazer-lhe mal e como podia ele estar a passar pela experiência da morte, como o resto das pessoas.

 

Rav Akiva respondeu-lhes: "É verdade o que vos ensinei e o que vocês sabem, que nenhum mal jamais pode acontecer às pessoas cuja consciência está constantemente com a Luz do Criador. Mas só em relação ao que elas não querem que aconteça. Se for alguma coisa que elas não desejam que lhes aconteça, elas serão protegidas. Esta proteção que vem para as pessoas cuja consciência está constantemente conectada com a Luz do Criador apenas as protege do que elas não querem que lhes aconteça. O que vocês não entendem", continuou ele, "é que eu quero esta oportunidade de experimentar a morte física e, mesmo nesse momento, manter a minha consciência, a minha conexão e desistir de mim para a Luz do Criador. Por isso, não é uma situação em que alguma coisa negativa me aconteceu. Sim, claro que estou no nível em que nada de negativo me pode acontecer, mas essa proteção é só para coisas que eu não quero. Neste caso, eu desejo a situação e é por isso que está a acontecer. O Criador está a realizar o meu desejo. Durante toda a minha vida tenho estado à espera de uma oportunidade para estar num estado de tremenda dor e, mesmo assim, desejar desistir do meu corpo, para manter a minha conexão com a Luz do Criador."

 

Portanto, qual é o ensinamento mais importante a tirar disto? Que uma pessoa cuja consciência esteja constantemente conectada com a Luz do Criador nunca tem medo de nada, e que nenhuma negatividade jamais se aproximará dela. O objetivo final do nosso trabalho espiritual é atingir um estado em que estamos conectados tão constantemente com a Luz do Criador que recebemos a proteção total que daí advém.

 

Agora, com esta compreensão, podemos regressar ao início da porção Va'era para aprendermos o que Moisés está a tentar fazer quando vai aos Israelitas; ele está a tentar ensinar-lhes esta lição. Eles passaram centenas de anos em dor, sofrimento e morte, mas há uma saída, diz-lhes ele. Ao mudarem a sua consciência para uma  conexão constante com a Luz do Criador, já não serão magoados pelo Faraó. Podem pôr fim à dor e ao sofrimento naquele mesmo momento.


E também nós podemos decidir agora mesmo, tal como Moisés disse aos Israelitas, mudar a nossa consciência e trabalhar para mantermos uma constante conexão com a Luz do Criador; fazê-lo significa que toda a dor, sofrimento e morte têm de acabar. Porque, tal como aprendemos, nenhum mal pode acontecer a uma pessoa cuja consciência está constantemente conectada com a Luz do Criador. É a mensagem que Moisés traz na porção Va'era: podemos acabar esta dor e sofrimento agora mesmo.