Tornar-se como um deserto | Kabbalah Centre Portugal

Tornar-se como um deserto

O primeiro verso na porção Bamidbar diz que o Criador falou com Moisés no deserto do Sinai. E como sabemos que todas as palavras da Torah foram ali colocadas de propósito, há aqui algo a que devemos prestar atenção. Está claro, mesmo na leitura mais básica desta porção, que eles ainda estavam no deserto; obviamente, então, quando o Criador falou a Moisés, foi no deserto. Então, porque é que a Torah sente que é importante avisar-nos em relação ao local onde Moisés estava fisicamente quando o Criador lhe falou? Que lição devemos aprender?

 

Rav Yaakov ben Asher, no seu comentário, Ba´al HaTurim, aborda a questão citando o Midrash, ao afirmar que, a menos que uma pessoa se torne livre e aberta para todos, como um deserto, não pode ser espiritual ou obter verdadeira sabedoria espiritual, que é a essência da Torah. Tal como no deserto qualquer um pode entrar e fazer o que quiser, então também uma pessoa precisa alcançar este nível.

 

O Midrash usa um termo – hefker - que não tem uma verdadeira tradução em português, mas basicamente descreve algo ou alguém que é completamente livre e aberto para fazer o que quiser, alguém ou algo que não tem dono ou supervisor-como um deserto.


Esta lição, portanto, é importante: a Torah está realmente a dizer-nos que há um pré-requisito que, se não for cumprido, nos impedirá de alcançar o crescimento espiritual ou a conexão com o Criador. Nós devemos estar sem qualquer ego, não nos importando se alguém nos fez ou não fez algo, sem ficarmos zangados com outra pessoa se esta não fizer o que desejamos, pois somos hefker, como o deserto.

 

Esta ideia de ser como o deserto é muito abrangente em quase todas as facetas da nossa vida e, na verdade, é uma tarefa muito assustadora. A partir do momento em que nascemos e ao longo das nossas vidas, a nossa natureza é exatamente o oposto de um deserto. Nós guardamos ferozmente tudo o que é nosso ou que pensamos que devia ser nosso. Sentimos a necessidade de atacar qualquer um que infrinja de alguma forma o que pensamos ser o nosso território. Mas, independentemente da natureza imponente desta tarefa de nos tornarmos como um deserto, a Torah está a dizer-nos que, sem essa transformação, não podemos realmente conectar-nos com a Luz do Criador.

 

É uma tarefa que precisamos de empreender se desejarmos crescer espiritualmente e conectar-nos com a Luz do Criador.

 

É importante lembrar, no entanto, que não se espera que nos transformemos em hefker de um dia para o outro. Em vez disso, o que se espera de nós é que, consistentemente, façamos o que é necessário para proceder a essa transformação. É um processo demorado, para cuja conclusão nos é dada uma vida inteira. Com a ajuda da porção Bamidbar podemos dar os primeiros passos para iniciar essa transformação.

Desde que estejamos constantemente a transformar-nos, seremos capazes de nos conectar com a Luz do Criador. É só se não fizermos qualquer esforço para desenvolver esta característica de ser como um deserto, que não seremos capazes de nos conectarmos com a Luz.

 

Por Michael Berg