A nossa alma precisa de se expandir | Kabbalah Centre Portugal

A nossa alma precisa de se expandir

Sinto que a porção de Noah está cheia de muitos ensinamentos importantes e empolgantes; ensinamentos que, se realmente os compreendermos, têm o poder de mudar o nosso trabalho espiritual de forma muito positiva.


Então quero partilhar algo do Rav Ashlag, que pergunta: qual é o segredo da nossa alma? Ele diz que antes de vir a este mundo, a alma é um pequeno elemento com grande potencial. É uma pequena centelha do Criador, conectada à sua Fonte, a Luz do Criador. E depois Rav Ashlag pergunta por que razão o mundo foi criado. O que quer isso dizer?


Penso que a maioria de nós acredita que a alma é um ser perfeito e completo que vem para o nosso corpo e com a qual lutamos para que se reconecte com a Luz do Criador. Mas o Rav Ashlag diz algo completamente diferente. Diz que antes de vir para o nosso corpo, cada uma das nossas almas era uma minúscula centelha que continha um grande, mas oculto, potencial. Então, se essa centelha permanecer no Mundo Superior num estado perfeito, nunca se expande nem nunca se torna no que está destinada a ser. Nunca se torna na totalidade da Luz do Criador que precisa de ser revelada. E o propósito de vir a este mundo  é permitir à alma que se expanda e se transforme em  tudo aquilo que ela pode ser.


Portanto, a razão pela qual a nossa alma entra no nosso corpo é para que ela- uma minúscula centelha com imenso potencial - revele esse potencial. A nossa alma é a Luz do Criador, mas não a Luz do Criador como se estivesse 100% nos Mundos Superiores. E quando ela vem a este mundo, a nossa função não é trazê-la de volta para uma conexão. A nossa alma vem a este mundo como uma pequena centelha e a nossa luta, o nosso trabalho espiritual, é permitir que a alma se expanda. Como tal, sempre que partilhamos, que nos conectamos com o Zohar, e assim por diante, na realidade o que estamos a fazer é a permitir que a nossa alma se expanda um pouco mais.
E a luta entre corpo e alma é o que permite à alma ficar cada vez maior.


Esta é uma compreensão espantosa acerca de quem somos: o Criador a desejar manifestar-se muito mais... e esse é o propósito do mundo espiritual. Então quando a alma - que é realmente a Luz do Criador a desejar tornar-se mais expandida - vem para o corpo, luta com o corpo. Mas é apenas através dessa luta que revela o seu potencial e se expande tanto quanto o necessário. Depois usa as ferramentas e a sabedoria que na realidade são a Luz do Criador expandida.


Por exemplo, digamos que a nossa alma, quando nasceu para onde está hoje, se encontra apenas 20%revelada e que se quer expandir; o Zohar é uma das maiores ferramentas que temos para permitir a expansão do Criador, que é a nossa alma. Portanto, quando estudamos o Zohar e recebemos a Luz do Criador, expandimo-nos com essa Luz e essa Luz é agora parte de nós. Logo, a sabedoria somos nós e é a Luz do Criador. A nossa alma vem a este mundo com grande potencial e a única forma deste potencial poder ser revelado é através da luta do corpo e da alma para que esta se expanda. As ferramentas para a expansão da alma, e também a Luz que é a alma expandida, são a sabedoria e as ferramentas.


Então, regressando ao exemplo do Zohar, digamos que a nossa alma tem uma expansão de 20%, 20% de revelação; lemos o Zohar e depois expandimos a nossa alma mais 5% através dessa leitura. Depois esse nossos 5% mais são, na realidade, a Luz do Zohar que se torna nós. Somos o aspeto da Luz do Criador que está a expandir-se.
E portanto Rav Ashlag diz que este é o segredo: a Luz do Criador, o trabalhador espiritual, a sabedoria e eu, o meu ser, tudo somos um, porque tudo isto é a expansão da Luz do Criador. A nossa alma é o potencial da Luz do Criador ainda não expandido. E o uso das ferramentas e o estudo da sabedoria são ambos a Luz que permite a expansão e são a Luz da expansão.


O que dá vida espiritual? É o nível da consciência que cada um tem. A alma, antes de vir a este mundo, era um aspeto minúsculo do Criador, com grande potencial não revelado, mesmo se conectado e unificado com a Luz do Criador. Mas é uma minúscula centelha do Criador, e isso é tudo quanto existe nos Mundos Superiores. Se não entrasse no corpo e lutasse para se expandir, permaneceria pequenina e por revelar.


Nos Escritos de Ari diz que o Criador queria revelar o Seu nome sagrado. E este também é o segredo do que isso significa, quando o Ari nos diz que a razão por que o mundo foi criado foi para o Criador revelar o seu potencial. Quer dizer revelar-nos, a nós que somos o potencial da Luz do Criador. Expandimos com as ferramentas que são a Luz que se torna a nossa expansão.
As pessoas estão infelizes, aborrecidas, sombrias porque precisamos de ser mais do que somos, o que significa que a nossa alma precisa de se expandir mais. Assim que permitirmos que a nossa alma se expanda, assim que virmos o nosso trabalho espiritual desta forma, então o entusiasmo, a compreensão e a felicidade virão daí. Tal como um balão, começamos como uma coisa pequenina, apertados numa pequena bola, e depois começamos a expandir. E quando a nossa alma é aquela Luz do Criador não expandida, não vamos ser felizes; ou talvez sejamos um pouco felizes mas não felizes para sempre.


Portanto, toda a ação espiritual tem de ser realizada com esta consciência: estou a criar o caminho para a expansão da minha alma. E a Luz que revelo através desta ação torna-se parte de mim e agora a minha alma é muito maior e cada ação que realizo é a expansão da minha alma, que realmente é a expansão da Luz do Criador e o propósito da expansão da Luz do Criador, e o propósito da criação deste mundo.


Para mim, o essencial disto é a compreensão de que a nossa alma, antes de vir a este mundo, e mesmo tal como existe hoje, é uma fração do que precisa ser. O órgão espiritual não está apenas a lutar para ser espiritual ou a lutar para manter pura a nossa alma. Trata-se de lutar para expandir a nossa alma através dos caminhos, das ferramentas e da sabedoria da Kabbalah. E se estivermos a expandir a nossa alma,  vamos ser felizes, realizados, inspirados ou entender mais. Este é o propósito da vida, o propósito da criação do mundo: revelar o Criador. E nós somos a centelha do Criador que ainda não está revelada, a centelha do Criador que ainda não se expandiu.


As nossas almas precisam de se expandir, é a razão de estarmos neste mundo. Se pudermos entender este segredo de Rav Ashlag, isso pode realmente mudar e preencher o nosso trabalho espiritual com um excitante propósito completamente novo.