As forças da pureza | Kabbalah Centre Portugal

As forças da pureza

LE FORZE DELLA PUREZZAHá um paradoxo fundamental acerca do qual os comentadores falam relativamente à porção de Chukat e o processo de remoção do Tumat HaMet, a impureza da morte, de alguém que esteve perto ou tocou num cadáver. Havia dois ingredientes principais na mistura que era usada para remover a força da morte: resíduos da queima do Parah Adumah , o bezerro vermelho, e água viva. Eles eram misturados e borrifados de uma certa maneira, em certos dias, sobre uma pessoa que se tornou impura da morte, e essa impureza era removida. No entanto, embora a pessoa que originalmente estava impura se tenha tornado pura através deste processo, a pessoa que a purificou e começou este processo sendo pura, tornava-se impura. E esse é o paradoxo.

 

Ao longo das gerações, os Kabalistas interrogaram-se: se esta mistura traz pureza ao impuro, então por que razão isso faz com que a pessoa pura fique impura? Tem havido muitas respostas diferentes para esta pergunta, mas há algo muito bonito que um dos alunos do Maharal disse e que eu gostaria de partilhar, que considero ser também um compreensão fundamental para o nosso trabalho espiritual. Ele usa o exemplo da fruta, que pode ser pura ou impura; se uma pessoa que é impura toca num fruto, o fruto absorve essa energia. Mas um fruto só se pode tornar impuro se primeiro tocou na água. Se nunca tocou na água, então mesmo que uma pessoa impura o toque, ele não se pode tornar impuro. Porquê?


Sabemos que a água representa pureza, e as forças espirituais, diz ele, afetam apenas os seus opostos. Portanto, a força da água, que é o estado oposto ao da pessoa que está conectada com a morte, vai purificá-la. Por outro lado, embora a pessoa pura não seja afetada pela água, a queima do novilho vermelho conecta-a e desperta nela a impureza - o oposto de seu estado atual. Cada força, como vemos, influencia a pessoa no seu estado oposto.


Então, o que ele ensina sobre isto não é apenas um entendimento importante, mas também responde a muitas perguntas sobre a razão de, às vezes, no nosso trabalho espiritual, nem sempre vermos a manifestação do que as ferramentas deveriam trazer. Como já discutimos anteriormente, a ferramenta mais poderosa que temos para trazer Luz, bênçãos e transformação é o Zohar. No entanto, se entendermos este ensinamento, entendemos que, para que a Luz do Zohar, esta poderosa força espiritual, tenha um efeito sobre nós, precisamos de ter uma verdadeira compreensão do estado de impureza em que estamos. Por exemplo, se uma pessoa está num estado de relativa elevação e outra está num estado muito baixo, a Luz do Zohar terá maior efeito sobre a pessoa no estado inferior, porque a Luz do Zohar é a Luz da pureza última e só afetará uma pessoa que esteja no estado oposto. Terá pouco ou nenhum efeito sobre alguém que está, ou pelo menos na sua própria consciência pensa que está, no mesmo nível. Tal como dissemos, isto funciona nos dois sentidos: as forças da impureza afetam apenas aqueles que estão no nível superior, enquanto as forças de pureza afetam apenas aqueles que estão no nível inferior.


Quando verdadeiramente entendemos isto, começamos a apreciar a razão pela qual podemos estar a fazer muito do trabalho espiritual, vindo ao Shabbat, conectando-nos com o Zohar, e assim por diante; mas o resultado, ou efeito, não é tão grande quanto poderia ser. A pessoa que vem de um lugar de zero, em cuja mente sabe que precisa desta sabedoria, colocando-se, portanto, no estado oposto ao da sabedoria, será então afetada pela sabedoria de uma forma superior. Mas para a pessoa que pensa ter sabedoria, a Luz e estas ferramentas terão um efeito menor.

 

O que isto significa para nós é que, se quisermos que a cada Shabbat, ou de cada vez que fazemos uma conexão, ou que lemos o Zohar soframos uma influência verdadeira, temos que o fazer de um lugar oposto ao daquela Luz e sabedoria, sendo então quando nos podemos elevar. No entanto, se dissermos a nós mesmos: “Oh, sim, terei mais Luz neste Shabbat, ou através desta conexão… é bom, é confortável, vou obter um pouco diss", então vamos conseguir alguma Luz, mas o efeito é muito mais diminuído do que se viéssemos com o entendimento de que há tanta coisa que precisamos de elevar e de transformar.

 

As forças da pureza, sejam elas o Shabbat, o Parah Adumah , o Zohar e assim por diante, têm o maior efeito naqueles que sabem em consciência que estão no estado oposto ao daquela Luz e daquela força. Portanto, no Shabat Chukat, e sempre, possamos ser o oposto da Luz, para que a Luz possa realmente tenha o maior efeito sobre nós.