Escolher o caminho do amor | Kabbalah Centre Portugal

Escolher o caminho do amor

Muitos de nós talvez se lembrem dos tempos da infância, quando pela primeira vez pegamos numa pedra e a atiramos a um lago. Podemos talvez recordar no olho da nossa mente as ondas que se formaram na água. Primeiro límpida, a imagem no lago acaba por desvanecer-se e quebrar-se. Talvez tenhamos aprendido, na altura, o poder que temos de criar mudanças no mundo. Do simples atirar de uma pedra, vemos a imagem despedaçar-se e descobrimos a nossa influência. A vida é como esse lago. O que atiramos para o universo é reflectido de volta para as nossas próprias vidas. Tal como ver num espelho, quando sorrimos para o universo o universo sorri de volta. Criar a energia de amor vai criar para nós uma bela imagem. Esta é a magia da inter-conectividade da vida. Quando aumentamos a quantidade de amor e gentileza que existe no mundo, somos na verdade nós que beneficiamos dessas ações. Esta semana, somos apoiados no recordar do poder que possuímos de fazer mudanças duradouras nas nossas vidas. Lembramo-nos da capacidade, e responsabilidade, de fazermos o bem para ops outros.

 

Para tanto, o nosso guia é a porção de Bechukotai. Bechukotai é a última porção do terceiro dos cinco Livros de Moisés, também conhecidos como a Torah. Passamos as várias ultimas semanas a fortalecer-nos com energia que nos ajude a melhorar as nossas vidas, Cada semana, o Criador envia-nos uma energia vital única que nos ajuda ao longo do caminho. A Torah é uma das nossas mais poderosas ferramentas para nos ajudar a melhorar a qualidade das nossas vidas. A história de Bechukotai explica-nos a senda da espiritualidade e os dons que nos são outorgados por intermédio da Torah. Aprendemos mais sobre os trabalhos do universo e a capacidade que temos de sermos uma força criativa do Bem neste mundo. Bechukotai debruça-se também sobre a negatividade que podemos atrair para a nossa vida, Deus não permita, se atirarmos negatividade para o universo. Mais importante ainda, ficamos a saber da nossas capacidade para emular os caminhos e os modos do Criador, para criar dons e bênçãos infinitas para nós mesmos e para o mundo.

 

Somos capacitados com o conhecimento de que a vida pode ser boa, e que a podemos mudar caso não seja. Aprendemos, em Bechukotai, que podemos atrair bênçãos nas nossas vidas quando nos comprometemos com um caminho espiritual, uma caminho pavimentado com actos de amor e dignidade humana. Pois quando damos, somos sempre nós quem mais recebe.

 

Nunca é tarde demais para iniciar tal caminho espiritual, e não importa quantas vezes nos desviemos do caminho, sempre podemos regressar a ele. Se nos encontrarmos numa situação em que as coisas não são como gostaríamos, temos a capacidade de dar a volta. Podemos começar neste preciso momento enviando ao mundo uma energia de positividade - e, de verdade, essa positiviade vai voltar para nós. Por vezes, é a penas necessário um ato de gentileza para ajudar um amigo, ou simplesmente sorrir a um estranho que passa. Existe uma quantidade ilimitada de amor que cada um de nós pode dar, e no entanto há tanta falta de amor no mundo hoje em dia. A bondade que damos aos outros cria um mundo mais bonito, cheio de amor e beleza, e isto reflecte-se para nós em bênçãos de amor e beleza nas nossas vidas.

 

Esta semana, nas suas meditações, leve-se para um dia quente de verão. Veja-se na margem de um belo lago na montanha. O lago é suave, como o vidro. Veja o azul profundo do céu e a montanha majestosa reflectidos nele. A beleza e glória acima é reflectida no mundo, em baixo.

 

Podemos ver como tudo na vida está ligado. Veja a harmonia e unidade de todas as suas ações neste mundo. Sinta a paz de saber que, quando sorri, o mundo sorri para si. Existe uma grande consciência de que todos e tudo estão interligados de facto, como duas mãos unidas. E sim, de verdade você tem o poder de criar e atrair bênçãos. Você é livre de seguir pelo caminho da bondade amorosa sabendo que bondade e amorosidade encontrão o seu caminho até si. O lago está silencioso e tranquilo, cheio da abundância e das bênçãos que vida pode oferecer. Com o amor a pulsar no peito, sabe também que a sua vida está preenchida exactamente com o mesmo.