Amar além das ilusões | Kabbalah Centre Portugal

Amar além das ilusões

Bem-vindos à lua nova em Peixes II. Este ano, em particular, é um ano bissexto e somos abençoados com dois meses de Peixes, dois meses de alegria. Diz-se que quando entra o mês de Peixes a nossa alegria aumenta, e este segundo mês de Peixes oferece-nos a oportunidade de nos conectarmos a uma janela adicional de 30 dias desta energia poderosa.
Peixes é também o último signo no calendário astrológico.

 

Como um final feliz para uma história, o fim do zodíaco oferece-nos um “gostinho” da finalidade e conclusão do percurso da nossa alma, e toda a alegria que vem com este. Peixes oferece-nos um vislumbre do que se sente quando se alcança a linha de chegada. Diz-se que quando este mundo está completo, tudo o que experimentaremos é alegria e felicidade plenas, pois todas as ilusões de dor e tristeza terão chegado ao fim.

 

Este segundo mês de Peixes é conhecido como o mês grávido. Este ano, é-nos concedido o dobro da positividade e do calor que o signo de Peixes traz consigo. Para equilibrar a diferença de comprimento entre os anos lunar e solar, é adicionado um mês extra de Peixes aproximadamente a cada dois a três anos. Durante estes anos bissextos, recebemos uma dupla infusão de energia Pisceana que nos auxilia na remoção de ainda mais negatividade e consciência negativa das nossas vidas. É uma verdadeira dádiva do Criador sempre que estes anos ocorrem. Durante os anos em que há dois meses de Peixes, é no segundo mês que são comemorados os feriados do aniversário da morte de Moisés e Purim. Tal deve servir-nos como uma indicação de que é neste segundo mês que a energia de Peixes está verdadeiramente no seu auge.

 

A partir de agora, neste último mês do nosso ano astrológico, o 13º mês, vamos poder vislumbrar a nossa realidade e potencial mais verdadeiros. O pisceano é visto como o ser mais espiritual de todos os signos do zodíaco. As pessoas nascidas durante este período vêm a este mundo com maturidade espiritual e sabedoria, e um coração aberto e compassivo. Os piscianos são capazes de sentir as necessidades dos outros e experimentar a sua alegria e dor como se fossem suas. Porque eles sabem que por baixo das ilusões deste mundo, nós somos realmente todos um.
Na verdade, os valores numéricos das palavras hebraicas amor e um são ambos 13. Neste ano em particular, somos mais capazes de vivenciar a alegria que vem do amor e da unidade que o mês de Peixes nos traz. Esta alegria de amor e de unidade com o resto da humanidade manifesta-se no feriado de Purim, ocorrendo perto da lua cheia. Purim é considerado o feriado mais elevado do ano inteiro. Tanto assim, que quando o mundo como um todo completa a sua jornada, o que experimentaremos será o feriado de Purim e toda a sua alegria. Será Purim todos os dias.

 

Purim é um dia no ano em que temos a capacidade ideal para espreitar por trás das ilusões da vida. A espiritualidade diz-nos que não há fim nem separação. Diz-nos que tudo é unificado, e nada isolado. Estamos cegos e enganados pela ilusão da morte. Muitas vezes temos medo de dar, porque sentimos que pode faltar-nos. Muitas vezes hesitamos em amar, pois poderemos ser abandonados. Mas, o caminho espiritual ensina que estas são todas ilusões. Podemos vislumbrar mais a verdadeira realidade neste mês do que em qualquer outra época do ano. A verdade é que nunca dizemos adeus aos nossos entes queridos. Os nossos entes queridos estão sempre conosco. Mesmo que possam não estar visíveis aos nossos olhos limitados, tal não significa que nos deixaram.

 

A verdade é que quando damos, recebemos ainda mais. A verdade é que quando amamos o outro, sem agenda, o amor voltará sempre para nós. As falsidades afastam-se da nossa consciência durante Peixes e especialmente durante o feriado de Purim. Somos capazes de perceber que não há morte e não há separação entre você e eu. Somos todos um. Somos livres para experimentar o grande amor uns pelos outros e o grande amor do Criador. Esta é a verdadeira alegria. A alegria de saber que nunca estamos sozinhos, nem nunca estaremos. Os nossos entes queridos estão connosco, os nossos amigos estão connosco, e o Criador tem estado sempre ao nosso lado. O mês de Peixes revela-nos finalmente a verdade do amor e da unidade que sempre esteve por detrás das nuvens e das ilusões deste mundo.

 

Há outra ilusão que pode ser dissipada no segundo mês de Peixes: os kabbalistas ensinam que Moisés nunca morreu. O aniversário da morte de Moisés ocorre durante este mês para nos ajudar a elevar-nos acima das ilusões deste mundo. O mundo real que existe mesmo detrás do nosso é rico em verdade, vida, amor e unificação. A realidade quando toda a dor finalmente termina é a realidade do mês de Peixes e o feriado de Purim. Podemos saborear este novo mundo e, o mais importante, agir a partir desta verdade. A energia oferecida neste mês permite-nos remover as dúvidas e a confusão que criam as nossas ilusões. Peixes eleva-nos a um nível mais elevado de consciência onde deixamos de viver com medos e dúvidas. Perdemos o medo sobre com quem compartilhamos e a quem amamos. Perdemos o medo em seguir os nossos corações. Perdemos o medo sobre o quanto partilhamos e damos, porque sabemos que quando damos ao outro estamos realmente apenas a dar-nos a nós mesmos.

 

Desejo-vos toda a alegria que este mês pode trazer.